• ---
  • Máx: ?
  • Min: ?

  • ---
  • Máx: ?
  • Min: ?

Notícias

Comitiva de São Ludgero marca presença na Alesc no lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da Cadeia Produtiva da Reciclagem

Secretaria de Administração, Finanças e Planejamento - Publicado em 05/07/2019 às 15:52 - Atualizado em 05/07/2019 às 16:09

Lançamento da Frente Parlamentar na Alesc
Créditos: Bertoldo Kirchner Weber/Assessor de Comunicação Município de São Ludgero Baixar Imagem

     Com o plenarinho da Assembleia Legislativa de Santa Catarina lotado de representantes envolvidos com o ciclo da reciclagem no Estado a exemplo das indústrias, catadores, comerciantes, setor público e pessoas com interesse no tema, na quarta-feira, 3 de julho, das 13 às 16 horas, foi realizado o evento de lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da Cadeia Produtiva da Reciclagem que tem como coordenador o Deputado Estadual, Volnei Weber. Para ele, começar a proibir sacolas, canudos plásticos, como vem ocorrendo, prejudicando toda uma cadeia produtiva, se os materiais podem ser reciclados, gerando emprego, renda, riquezas, com o respeito ao Meio Ambiente através da legislação, não é o caminho mais correto a ser seguido, partindo do fato que são as pessoas que estão fazendo o descarte incorreto.

       Em Santa Catarina, atualmente, após a conclusão pelos municípios, do Plano Estadual de Resíduos Sólidos, 94% das coletas acontecem no sistema tradicional, ou seja, misturado, sem possibilidade do reaproveitamento, indo direto aos aterros. Apenas 6% chegam a centros de triagem e são reaproveitados. E, isso levando em consideração que, segundo a Secretaria de Desenvolvimento Sustentável (SDS), são 125 municípios que já possuem coleta seletiva, atingindo 60% da população catarinense, mostrando desta forma a ineficiência e o descaso em relação a separação dos resíduos e a não contribuição para a reciclagem e a falta de conscientização em relação ao Meio Ambiente.

       São Ludgero marcou presença com uma boa comitiva de representantes do setor produtivo e representantes públicos. Cidades vizinhas a exemplo de Orleans e Braço do Norte também estavam presentes com representantes. Para o Deputado Estadual, Volnei Weber, o lixo é matéria prima e culpar os produtos a exemplo do plástico como vilão do Meio Ambiente é errado, injusto. Pontua com firmeza e segurança que é preciso mudar a atitude das pessoas, o comportamento de não jogar lixo nas vias públicas, riachos e mares, bem como implantar políticas públicas que valorize o processo da reciclagem e a reutilização dos materiais. “A Frente Parlamentar quer alcançar conquistas práticas, corrigir falhas da legislação se necessário, oportunizar incentivos, implantar políticas públicas, aprofundar a conscientização e lutar para que todo o ciclo produtivo da reciclagem seja viável gerando cada vez mais emprego, renda, riquezas à sociedade com a preservação do nosso Meio Ambiente. Para isso acontecer de fato é preciso um esforço conjunto entre os poderes públicos em todas as esferas, o setor produtivo e a sociedade em geral. É preciso ficar claro para todos que lixo não é lixo e sim matéria prima reaproveitável. Acabar com o setor produtivo não é o caminho, pois a miséria será o resultado alcançado”, declara o deputado. Outra preocupação do Deputado Estadual é fazer com que as divulgações e informações que cheguem à população sejam corretas, com responsabilidade, e não distorcidas. “Todos nós queremos um planeta preservado e uma sociedade sadia. A Frente Parlamentar quer que a cadeia produtiva da reciclagem se desenvolva e aconteça de forma justa e seja sustentável em todo o seu ciclo”, pontua.

     Para Volnei Weber muitos políticos estão propondo leis proibindo o uso de materiais plásticos sem conhecer a realidade do setor, da cadeira produtiva, e sem saber a importância e o apoio que deve receber a reciclagem. Ele destaca que não adianta transferir a responsabilidade da reciclagem para os produtos, sem conscientizar as pessoas. “Proíbem o plástico, mas usam material plástico para fazer mídia dessa ação. O que mata as pessoas é o esgoto sanitário sem tratamento e não o plástico, que pode ser reciclado”, defende.

      Durante o evento, aconteceram apresentações apontando soluções a exemplo do presidente do Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás), Jaime Lorandi, e do Dirnei Ferri da empresa Torre Verde. Também participaram emitindo pontos de vistas e contribuindo para futuras ações o Diretor Superintendente da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast), Paulo Henrique Rangel, o segundo vice-presidente da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), Carlos Becker Fornaza, o presidente da Federação de Catadores e Catadoras de Santa Catarina e representante catarinense no movimento nacional dos catadores de materiais reciclados, Dorival Rodrigues dos Santos, e o representante da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável de Santa Catarina, Frederico Gross.

      Os deputados Nilso Berlanda (PL), Silvio Dreveck (PP), Sargento Lima (PSL), Coronel Mocellin (PSL), Felipe Estevão (PSL), Fabiano da Luz (PT), Valdir Cobalchini (MDB), Nazareno Martins (PSB) e Ada de Luca (MDB) marcaram presença e manifestaram apoio a Frente Parlamentar.

 Próximas Ações – Será criada uma Câmara Temática ou Comissão, com representantes de toda cadeia produtiva da reciclagem e representantes públicos, para juntos conseguirem implantar ações práticas que possam resultar em uma significativa evolução em relação ao aumento do percentual de lixo, matéria prima descartada, sendo reutilizado. O Tributo Verde com desoneração tributária, bem como audiência com o Ministério do Meio Ambiente e ao Governo do Estado devem acontecer no sentido de apresentar propostas proativas relacionadas ao setor para serem efetivadas. “O destino correto do lixo, dos materiais descartados, precisa passar a ser uma preocupação diária de todos nós cidadãos que queremos um futuro com mais qualidade de vida e um Meio Ambiente preservado. É uma questão de mudança de atitude e comportamento da sociedade num todo. É preciso parar de fazer de conta”, alerta o Deputado Estadual, Volnei Weber.


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar