• ---
  • Máx: ?
  • Min: ?

  • ---
  • Máx: ?
  • Min: ?

Notícias

Cooperação Técnica é firmada e garante continuidade das ações desenvolvidas em prol de cães e gatos abandonados em São Ludgero

Secretaria de Administração, Finanças e Planejamento - Publicado em 07/11/2019 às 14:48 - Atualizado em 07/11/2019 às 15:09

Firmada Cooperação Técnica com Fabave/Unibave
Créditos: Bertoldo Kirchner Weber/Assessor de Comunicação Município de São Ludgero Baixar Imagem

    Com a Cooperação Técnica entre a Fundação Educacional Barriga Verde (Febave) e a Prefeitura de São Ludgero firmada os trabalhos desenvolvidos com cães e gatos, visando um maior controle destes animais buscando uma minimização do abandono em vias públicas, segue com segurança e tranquilidade em parceria com os voluntários da Associação Proteção Animal (Apa) e SOS Animais. A solenidade foi realizada às 9 horas de hoje, quinta-feira, 7 de novembro, no Gabinete do Prefeito.

      A Cooperação Técnica, que tem como base legal a Lei Ordinária nº 2.172/2019, aprovada pelos vereadores, tem validade de um ano, podendo renovar por igual período, se refere a implantação de microchip, castração, atendimentos clínico e cirúrgico e trabalhos de conscientização junto a comunidade. Os trabalhos da Febave serão realizados através do Curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário Barriga Verde (Unibave).

     Sobre a cooperação o prefeito de São Ludgero, Ibaneis Lembeck, o Iba, diz que a parceria já vem de alguns anos e a comunidade está colhendo bons frutos. “É preciso registrar que o bom trabalho desenvolvido em São Ludgero é resultado de ações conjuntas entre o Poder Público, Câmara de Vereadores, voluntários da Apa e SOS Animais que se dedicam diante do amor pelos animais”, pontua. Por outro lado, ele lamenta a irresponsabilidade das pessoas quando decidem ter um cão ou gato e algum tempo depois abandonam nas ruas. “Diante desta atitude recursos públicos estão sendo investidos para que a irresponsabilidade das pessoas não se torne num grande problema de saúde pública na cidade”, alerta.

    O reitor da Febave/Unibave, Élcio Willemann, disse que ao longo dos últimos anos as parcerias firmadas com a Administração Municipal de São Ludgero têm alcançado ótimos resultados na prática. “O trabalho desenvolvido com cães e gatos abandonados em São Ludgero é referência muito positiva”, resumiu.

    Para o presidente da Apa, Gilson Martins, o resultado alcançado é graças a união do setor público com os voluntários, somado a seriedade e comprometimento de todos os envolvidos com as ações. “Além dos recursos públicos disponibilizados, a Apa também conta com outra fonte de recurso com destinação às ações. Somente nos últimos meses foram investidos R$ 14.000,00”, revela.

   A integrante da SOS Animais, Alessandra de Moraes da Silva, presente no ato também manifestou a alegria sobre os resultados alcançados. “Nós da SOS Animais realizamos o nosso trabalho com tranquilidade após a Apa nos ajudar, financeiramente, mensalmente. O trabalho está indo muito bem”, declarou.

  Camila Wolff, Médica Veterinária do Escritório da Cidasc de São Ludgero e tesoureira da Apa, durante o ato comentou sobre o trabalho de conscientização já realizado junto aos alunos das instituições de ensino. “É um trabalho desenvolvido que ajuda muito em relação a conscientização”, reforçou.

    Todos os participantes do ato de assinatura do termo são unânimes concordando que é preciso uma maior consciência por parte das pessoas na hora de decidirem ter um cão ou gato. “A população de São Ludgero deseja resolver por definitivo a situação dos animais abandonados e para isso é preciso não somente a ação pública, da APA, da SOS, e da Unibave/Febave, é preciso que as famílias de nosso município participem e façam sua parte”, alerta o prefeito Iba. Ele completa enfatizando que gato e cachorro necessitam de cuidados especiais e vivem vários anos. “Quando as pessoas não querem mais, abandoná-los nas ruas e comunidades não resolve a situação, pelo contrário, irá gerar um problema para outras pessoas e até um problema de saúde pública, motivando gastos públicos para controlar a situação. Devem pensar muito antes de ter um animal e se, por algum motivo, não pode ter mais deve conseguir uma família que cuidará do animal”, lembra.

Quem prestigiou a assinatura – Além do prefeito Ibaneis Lembeck, do reitor Élcio Willemann, do presidente da Apa, Gilson Martins, da representante da SOS Animais, Alessandra de Moraes da Silva, da tesoureira da Apa, Camila Wolff, participaram do ato o vice-reitor da Febave/Unibave, Guilherme Valente de Souza, o Secretário de Administração, Planejamento e Finanças, Léo Füchter, a Secretária de Educação, Cultura e Esportes, Sirlene Machado Cunha Joaquim, as conselheiras fiscais da Apa, Daniely Mendes Arisa e Déborah Bruning Becker,  e os vereadores Adriano Becker, Benício Warmeling e Maria Marlene Schlickmann.

 


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar