Acessibilidade 5 Alto contraste 6

  • ---
  • Máx: ?
  • Min: ?

  • ---
  • Máx: ?
  • Min: ?

Bem-Vindo

Melhorias continuam sendo realizadas no prédio histórico da Prefeitura de São Ludgero

Secretaria de Administração, Finanças e Planejamento - Publicado em 29/04/2021 às 13:20 - Atualizado em 29/04/2021 às 14:21

      Melhorias continuam sendo realizadas no Prédio da Prefeitura de São Ludgero, com recursos próprios e aos poucos, por etapas. Para realizar a reforma geral, tão necessária, é preciso financiamento. O prefeito Ibaneis Lembeck, o Iba, diz que a Gestão Municipal tem crédito disponível e ainda não adquirido.

       Atualmente, no primeiro andar do prédio, em alguns ambientes está sendo retirado todo o forro e assoalho que tenham cupim, substituídos por madeira tratada ou policloreto de vinil, o conhecido PVC. É importante ressaltar que todos os barrotes também estão sendo vistoriados e os comprometidos, substituídos.

       O Secretário de Administração, Finanças e Planejamento, Léo Füchter, diz que a gestão está perseguindo a reforma geral ao longo dos últimos anos e enquanto ela não acontece, melhorias pontuais seguem dentro das condições financeiras. “É preciso dizer que o prédio construído na década de 40 e reconstruído no final da década de 50 e inicio de 60, após o incêndio, não aparenta ter problemas estruturais e tem um enorme valor histórico e cultural para São Ludgero, a região e Santa Catarina, e as melhorias chegam para preservar o patrimônio público e otimizar todo espaço hoje não utilizado. Para fazer a reforma geral será preciso adquirir financiamento”, pontua.

       O prefeito de São Ludgero, Ibaneis Lembeck, o Iba, diz que além da parte de madeira, será preciso investir no telhado, bem como nas janelas, portas, implantação de elevador, sistema de segurança, pintura, elétrica entre outros. “Sabemos da importância de investir no prédio, na estrutura para melhor atender a população, oportunizar melhor condições de trabalho aos funcionários e também a utilização por completo dos espaços e assim deixando de pagar aluguéis. Temos a possibilidade e crédito para financiar, mas estamos tendo cautela diante da pandemia, pois o foco está sendo a saúde”, resume.


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar