Acessibilidade 5 Alto contraste 6

  • ---
  • Máx: ?
  • Min: ?

  • ---
  • Máx: ?
  • Min: ?

Bem-Vindo

Alerta! O calor chegou e as pessoas devem redobrar os cuidados com água parada para inibir a proliferação do mosquito Aedes Aegypti

Secretaria de Saúde - Publicado em 24/11/2021 às 07:52 - Atualizado em 24/11/2021 às 08:14

           Com 6 focos confirmado abrangendo os bairros Centro, Beira Rio, Parque das Acácias e Madre Tereza a equipe de Vigilância em Saúde de São Ludgero alerta que a soma do calor com água parada é o ideal para a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor das doenças Dengue, Zika e Chikungunya. O pedido é que todos tirem alguns minutos por semana e revisem residências, áreas industriais ou estabelecimentos comerciais.

         Com 60 armadilhas sendo monitoradas pela cidade, inclusive, no interior e mais 8 em pontos estratégicos, as Agentes de Endemias Jéssica Pignatel e Aline Dutra, informam que a prevenção é a melhor estratégia para combater a proliferação do mosquito e as doenças que ele pode transmitir. “É importante lembrar que terrenos baldios com recipientes jogados que acumulam água também é local ideal para a proliferação”, pontua Jéssica. Aline lembra que o período que equivale aos meses de novembro a maio, é considerado epidêmico para as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti. “O calor e as chuvas geram condições ideais para a proliferação. Diante disso, no período mais quente requer maior atenção e intensificação dos esforços para não deixar o mosquito nascer”, alerta Aline.

         A Secretária de Saúde, Morgana Rech da Silva, agradece o empenho da equipe em relação ao trabalho realizado e reforça o pedido e o compromisso das pessoas para interromper/diminuir os riscos iminentes. “O tempo dedicado para a prevenção é muito pouco se comparado ao dano que pode gerar as pessoas, inclusive, a morte”, alerta a secretária.

         Em áreas confirmadas com o foco do mosquito Aedes Aegypti, os proprietários de imóveis num raio de 300 metros circular, tem 7 dias para fazerem a limpeza do terreno. Caso não ocorra, imediatamente serão notificados, sujeito a infração de acordo com a legislação estadual – Lei número 15.243 de 29/07/2010.


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar